3 passos para se tornar um(a) Assistente Virtual

Vamos lá, quero compartilhar com vocês, os primeiros 3 passos para se tornar um(a) Assistente Virtual.

Muitas pessoas me procuram, querendo saber como comecei, que dicas posso dar para quem quer iniciar como Assistente Virtual. E por isso, resolvi criar conteúdos voltados a ajudar outras pessoas que assim como eu, vêem isso como uma oportunidade de negócio.
Se você ainda não sabe o que é um Assistente Virtual clique aqui.

Se você veio até aqui, é porque está curioso(a) e quer saber o que é isso, ou provavelmente porque já sabe e quer entender melhor, de como colocar esse conhecimento em prática.
Pra isso, fiz uma lista, contendo os primeiros 3 passos para se tornar um(a) Assistente Virtual. E como isso pode te ajudar a dar o pontapé inicial nessa nova profissão.

  1. ESCOLHA SEU CAMINHO:

    Um dos primeiros 3 passos para se tornar um(a) Assistente Virtual, é que você pode começar sendo um profissional independente, freelancer ou trabalhar para uma empresa que contrate esse tipo de serviço/profissional.Assistente Virtual – Freelancer: você pode atender a demandas diferentes de vários clientes. Sendo ele: profissional liberal, empreendedor, pequena empresa, pessoa física.
    É você que define qual a atividade que vai exercer, para qual cliente vai atender, qual o valor que vai cobrar.
    A princípio parece muito simples, mas no início principalmente, há alguns desafios a serem considerados. Por exemplo: encontrar seus próprios clientes, demanda bastante tempo, energia e estratégia. Mas a partir do momento que você cria um engajamento e uma boa reputação, é sucesso na certa.
    Neste link, você pode ter acesso a uma plataforma online e gratuita para dar início como Assistente Virtual – Freelancer.

    Assistente Virtual – Terceirizado: atualmente a terceirização de serviços já é uma realidade. Ao invés de lutar contra, experimente usar isso a seu favor.
    Grandes ou pequenas e médias empresas, sempre buscam maneiras inteligentes de otimizar seus custos. Sendo um assistente virtual terceirizado em uma empresa, permite que você trabalhe dentro do horário estipulado, realizando somente as atividades contratadas.
    Apesar de dificultar você de ter controle e autonomia total do seu negócio, pode ser uma boa oportunidade de estabilidade.
    Dica bônus: busque empresas que utilizem desse serviço de terceirização, ou caso não conheça, apresente essa oportunidade. Terceirizar seus serviços pode ser uma excelente saída, tanto pra você, quanto para a empresa.

  2. DEFINA SEU PÚBLICO:

    O segundo dos primeiros 3 passos para se tornar um(a) Assistente Virtual, é definir um público.
    Parece óbvio. Mas as vezes é tão óbvio, que deixamos de fazer.
    Pesquise sobre públicos e nichos diferentes, e entenda: quais as necessidades desses públicos? O que eles fazem apenas por obrigação ou falta de opção, mas na verdade não gostam de fazer ou não tem tempo pra fazer tal atividade? Fazendo isso, você vai entender realmente qual a dor do seu possível cliente.
    E como escolher o SEU público-alvo? É simples!
    Observe o que VOCÊ sabe fazer, quais são as suas habilidades e conhecimentos, e o que você pode oferecer para suprir a necessidade desse público.
    Se for necessário, vale a pena investir em um conhecimento que ainda não tenha, mas que você observou na pesquisa, que possui demanda. Ou seja, que pessoas ou empresas buscam por tal serviço. Isso irá agregar valor e consequentemente você se tornará referência para aquele nicho.

  3. TENHA UM SITE:

    Outra coisa que parece muito óbvia, mas que na prática não é tão simples, mas é super necessário.
    Redes sociais são ótimas, e também muito funcionais. Mas, as redes sociais são uma excelente ferramenta de relacionamento! Servem pra você manter um contato mais próximo de seu cliente, divulgar ações, novidades de seus serviços. Enfim, criar engajamento!
    Mas, pra começar realmente, sugiro que você tenha um site, um blog ou uma plataforma online, fixa, que contenha exatamente todos os serviços que você oferece, maneiras de contratar, ferramentas de contato, valores e etc.

Gostou?
Continue acompanhando. Em um próximo post, trarei dicas de como começar a criar o seu site, de forma simples e funcional.

Fiquem a vontade para entrar em contato comigo, caso tenham alguma dúvida.

Para conhecer mais do meu trabalho, me acompanhem nas redes sociais.
Instagram: Web Assistente
Facebook: Web Assistente

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: